Equipe Divvino

Carne de coelho e vinho: como criar uma harmonização?

Carnes brancas / 3 min

30 de novembro de 2018

É possível afirmar que a carne de coelho é uma das mais saudáveis e saborosas. Além de ser uma fonte riquíssima de proteína, vitaminas e sais minerais, é facilmente digestiva.

Se harmonizada com vinho, é garantia de uma combinação perfeita! A carne e a bebida podem ser equilibrados no paladar, garantindo uma suculência fantástica na boca.

Para entender melhor as características da carne e os vinhos mais indicados para a harmonização, continue a leitura!

Carne de coelho: características

O grande diferencial da carne de coelho para as demais é o baixo teor de gordura na composição. Com isso, quase não apresenta colesterol, elemento ainda presente em grande parte das carnes bovinas e de aves, em geral.

Para comprovar sua leveza, em uma carne de 100g, o coelho só apresenta 50mg de colesterol, na frente do frango (90mg), porco (105mg), vaca (125mg) e boi (140mg). Os dados são do site Rural News.

carne de coelho e vinho

Para a alimentação humana, é uma das carnes mais recomendadas. Na Europa, por exemplo, o coelho é frequente em casas e restaurantes, essencialmente em Espanha e França.

Vinhos para harmonizar

Conheça dois tipos de vinhos, disponíveis na loja virtual do Divvino, que podem harmonizar com carnes de coelho.

Quinta Santa Eufêmia Douro Reserva

Produzido na Região vinícola mais antiga do Douro (1756), a Quinta Santa Eufêmia, após a fermentação, envelhece por quatro meses em barris de carvalho francês. A soma destes fatores torna o vinho frutado, macio e elegante.

carne de coelho e vinho

A garantia de que ele pode harmonizar perfeitamente com o coelho é que se trata de um vinho elegante, de taninos marcantes e acidez equilibrada. Além disso, apresenta boa estrutura, grande complexidade e concentração.

Vale a pena experimentar!

Poggio Al Casone Chianti Superiore

Outra opção de harmonização é Poggio Al Casone Chianti Superiore, um vinho marcante e com aromas de frutas vermelhas e especiarias.

carne de coelho e vinho

No paladar, o vinho surpreende com taninos refinados, acidez suculenta de final longo e marcante. Além disso, é um blend 90% Sangiovese e 10% Canaiolo, feito por meio de uma criteriosa seleção de uvas.

Como servir

Ao servir a harmonização, é fundamental trazer acompanhamentos e molhos à parte. Quanto aos vinhos, cada um vai exigir uma particularidade.

Sobre os dois indicados acima, por exemplo, o ideal é servir em taças Bordeaux e em uma temperatura de 16º. Assim, a experiência fica mais saborosa!

O que acha de aprender mais sobre harmonizações com vinhos? Clique aqui e confira a seleção de conteúdos do blog do Divvino!


Fala pra gente o que achou

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *