skip to Main Content
Filé Mignon Com Vinho: Conheça Molhos Para Harmonização

Filé mignon com vinho: conheça molhos para harmonização

Um dos pratos mais pedidos nos restaurantes é o filé mignon, um corte nobre e macio. Por ter um sabor neutro, é comum que ele sempre venha acompanhado de um molho carregado e condimentado, o que influencia diretamente na experiência gastronômica.

Pensando isso, selecionamos alguns molhos mais usados para a carne, e dicas para harmonizar filé mignon com vinho em cada situação. Boa leitura e bom apetite!

O que é o filé mignon?

Antes de falarmos sobre os tipos de molho, é ideal saber o que, realmente, é a carne. O filé mignon é um corte da região traseira superior do boi, e fica próximo da parte final do contra-filé. É levemente adocicado, magro, extremamente macio, que comumente é preparado em medalhões ou escalopes.

filé mignon e vinho

Pode ser dividido em três sub-cortes: a Chateaubriand, que tem um tamanho de quatro dedos é retirado da região central; os Tornedores, que ficam nas laterais do sub-corte anterior e têm cerca de três dedos de altura, e os medalhões, que ficam mais às pontas do Filé mignon e têm tamanho entre um e dois dedos.

Normalmente, essa peça vem acompanhada de algum molho especial ou com alguma guarnição bem condimentada, e é aí que devemos prestar atenção na escolha, levando em consideração todos esses detalhes antes de escolher o vinho à altura dessa iguaria.

filé mignon com vinho

Filé ao Molho Madeira

Este tipo de molho é intenso e de sabor marcante. O ideal são vinhos que tenham passagem em barrica, pois é um molho que traz as notas aromáticas da madeira e, caso o rótulo seja muito jovem ou frutado, ele sumiria durante a sua refeição. Dê preferência às uvas Grenache, Merlot (com passagem mínima de um ano em barricas), como o rótulo Brunello Di Montalcino Gauggiole, que é intenso, tem boa fruta e está à altura dessa refeição.

Filé ao Molho Mostarda

Para este molho, que tem leve apimentado e sutil adstringência, nada melhor que um Zinfandel para harmonizar filé mignon com vinho. Ele combina perfeitamente com a pungência da mostarda. Além disso, você pode harmonizar também com vinhos da uva Syrah, já que a o tipo de fruta tem acidez para contrastar com o toque apimentado da mostarda.

filé mignon com vinho

Acompanhado de risotos leves

Para combinar com guarnições delicadas, o ideal são vinhos da mesma forma: leves, como os vinhos Pinot Noir ou Beaujolais. Os risotos mais utilizados como acompanhamento de filés são de alho poró ou de ervas finas. Ambos são muito delicados e não combinam com vinhos robustos.

As uvas Pinot Noir e Beaujolais têm características semelhantes entre si, seus aromas são de frutas maduras, apresentam frescor e acidez suculenta, semelhantes aos risotos de acompanhamento. E por isso o ideal é harmonizar com vinhos que valorizem os sabores delicados.

Acompanhado de massas recheadas ou com molhos mais fortes

Neste caso, normalmente, são acrescidos muitos queijos, como Provolone, Parmesão, Gorgonzola, Emental, e, quando incluímos mais gordura no prato, precisamos de um vinho que limpe o paladar e realce o sabor da refeição, como o Poggio Al Casone Chianti Superiore, que vai formar um par perfeito no seu jantar.

Receita: filé mignon com vinho

Agora que você já aprendeu um pouco sobre os acompanhamentos de filé mignon com vinho, que tal uma receita para a combinação? A chef de cozinha Adriana Avelar, em seu canal no YouTube, elaborou um “filé mignon ao molho de vinho tinto”. Clique aqui e confira.

Gostou da variedade de harmonizações? Todos os vinhos listados você pode encontrar na loja virtual do Divvino. Acesse o site para conhecer essas e outras várias opções de rótulos dos principais países produtores do mundo!

file mignon e vinho

 

Back To Top