Equipe Divvino

Picanha com vinho: a combinação perfeita!

Carnes vermelhas / 3 min

28 de agosto de 2018

A picanha é uma carne macia se preparada ao ponto. Além de ser suculenta e tenra, possui uma camada poderosa de gordura capaz de derreter seu paladar. É preferência nacional na hora de escolher uma carne para o churrasco. Ainda mais se a combinação for picanha com vinho!

Leia o post para saber mais sobre a harmonização entre a carne e o vinho, o que pode oferecer um maior repertório no momento de receber os amigos ou familiares para o almoço de domingo. Bom apetite!

Picanha com vinho

Para melhor apreciação da combinação, é importante ficar atento a alguns detalhes, como o sal: quanto mais salgada for a carne, menos taninos o vinho deve apresentar. O motivo é que o sal nos faz salivar “quente”, e, nesses casos, os vinhos de boa fruta comportam-se melhor no nosso paladar.

Como a picanha tem uma quantidade generosa de gordura, a harmonização ideal são os vinhos de acidez marcante, pois auxiliam limpando a gordura do paladar, e isso contribui para sentirmos mais sabor e, também, apreciarmos melhor a refeição.

Por se tratar de uma peça com suculência, maciez e gordura, ela combina bem com taninos macios e presentes, pois eles amarram bem o “conjunto da obra”.

É importante saber também qual o molho irá acompanhá-la e se será grelhada ou assada. Aqui vão algumas dicas de harmonização para você dar um show na hora de escolher o vinho certo. Confira!

Picanha na brasa

Qualquer alimento feito na brasa adquire notas defumadas e amadeiradas, que combinam muito bem com vinhos da uva Malbec – assim como o Famiglia Bianchi Malbec, pois ele possui tonalidade vermelha tom rubi, apresentando aroma de violetas e notas de baunilha e frutas negras.

No paladar, contém taninos que são elegantes e de ótima acidez. Você ainda pode harmonizar com outros vinhos tintos: Malbec e Cabernet Sauvignon são ótimas opções!

picanha com vinho

Picanha ao molho Chimichurri

Opte por vinhos da uva Cabernet Sauvignon para o molho chimichurri, já que esse é rico em aromas e tem pungência de pimenta marcante. Já os taninos do Cabernet combinam muito bem com esse tipo de pimenta, e a acidez dessa uva formam o par perfeito com a picanha.

Recomendamos o Tarapacá Reserva Cabernet, afinal as notas de tabaco, couro e madeira desse vinho finalizam com chave de ouro o seu churrasco.

Picanha ao molho de queijos

Ah, um Syrah! Aquele vinho repleto de boa fruta, acidez doce e presente é a combinação mais harmoniosa que você vai encontrar para um molho de queijos, visto que tem gordura adocicada e aroma mais presente

O rótulo Durbanville Hills Syrah pode ser uma excelente pedida, afinal apresenta toda riqueza de aromas dos vinhos sul africanos, que combinam muito bem com os perfumes dos queijos e valorizam ainda mais a picanha. Você ainda pode harmonizar com outros vinhos tintos, como Syrah’s ou Chianti’s mais envelhecidos.

Picanha ao Molho Barbecue

Levemente adocicado, com notas defumadas e uma carne com boa gordura formam uma combinação incrível com o Marqués de Chivé Crianza: tempranillo intenso, marcante e robusto, que só poderia ser de um terroir tão renomado.

picanha com vinho

Para a harmonização com o molho Barbecue, opte sempre por tempranillos de maior guarda em barrica, pois a estrutura desses vinhos mais velhos vão harmonizar melhor com esse tipo de prato.

Gostou das combinações? Deixe nos comentários se você conhece mais harmonizações de picanha com vinho!


Fala pra gente o que achou

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *