Vinho faz bem à saúde? Entenda os principais mitos e verdades!

Entendendo de vinho / 5 min

21 de outubro de 2019

A opinião das pessoas sobre se vinho faz bem à saúde é variável. Para muitos, a bebida traz benefícios para as funções do corpo, enquanto outros acreditam que os efeitos são negativos.

Há muitas pesquisas que buscam desvendar a relação entre a bebida e o bem-estar, e a ligam a benefícios em diversas áreas da saúde, como sistemas cardiovascular, nervoso e imunológico.

Mas afinal, vinho faz bem à saúde? Continue a leitura e descubra a resposta para os principais mitos e verdades acerca da bebida!

Vinho faz bem ao coração?

Sim! É comprovado por estudos científicos que o vinho proporciona inúmeros benefícios à saúde cardiovascular. Uma taça diária pode ter efeito positivo para quem sofre de problemas circulatórios, como varizes, infarto ou derrame.

Esse efeito é causado por um polifenol chamado resveratrol. Ele reduz o estresse oxidativo, ajuda a controlar a pressão arterial, inibe a inflamação das veias, retarda a progressão da aterosclerose e previne a agregação plaquetária.

A substância ainda impede a formação de placas de gordura em artérias e vasos sanguíneos, atenuando o risco de infarto.

Vinho pode reduzir o risco de câncer?

Sim! Além de ser benéfico ao coração, o resveratrol é um aliado na prevenção ao câncer. Um estudo recente mostrou que a substância pode reduzir a resistência do corpo aos medicamentos e ajudar na sua efetividade.

Além disso, ele pode reduzir a multiplicação de células causadoras da doença. Isso ocorre por meio da regulação da partícula NF-kappaB.

vinho e saúde

Vinho pode ajudar o cérebro?

Sim! Segundo pesquisa, os efeitos do vinho no cérebro são muito positivos, e a bebida pode prevenir inflamações no cérebro e no sistema glinfático quando consumida em pequenas doses (cerca de uma taça por dia).

O consumo também pode diminuir o risco de Alzheimer, doença degenerativa que ataca o cérebro, graças a suas propriedades antioxidantes.

vinho faz bem à saúde

O vinho faz bem à saúde do cérebro e pode ajudar a prevenir o Alzheimer.

É permitido beber vinho e tomar remédios?

Não! A questão, nesse caso, não é o vinho em si, mas qualquer bebida alcoólica, já que o álcool e os remédios são incompatíveis. Os efeitos podem depender do tipo da medicação, mas podem incluir aumento nas reações adversas, diminuição na eficácia do medicamento e outros efeitos colaterais.

Muitas pessoas pensam que esses efeitos se estendem apenas a antidepressivos e antibióticos, porém o álcool pode influenciar diversos tipos de remédios. Se você pretende ingerir bebida alcoólica e estiver fazendo algum tratamento, consulte seu médico para avaliar sua situação.

Cabe aqui uma ressalva: em receitas que utilizam algum tipo de bebida, como carnes ao molho de vinho tinto ou bananas flambadas, é comum que o álcool evapore. Portanto, nesse caso, não é necessário se preocupar.

É permitido beber vinho e fazer musculação?

Não! Assim como os remédios, vinho e musculação não combinam. Isso porque o álcool pode atrapalhar na recuperação muscular, prejudicando a eficácia do seu treino. Portanto, espere algumas horas após a ingestão para ir à academia.

Além disso, beber vinho e utilizar suplementos pode prejudicar a síntese de proteínas, e, assim, atrapalhar a hipertrofia muscular. Deve-se prestar especial atenção principalmente ao consumir creatina.

Explicamos: uma das ações da creatina é aumentar os líquidos no interior das células musculares, dando inclusive a sensação de “maior” ao indivíduo. Porém, ao consumir bebidas alcoólicas, nosso corpo inibe a formação de um hormônio chamado ADH, que ajuda o rim a não eliminar a água do corpo.

Diabéticos podem beber vinho?

Depende. O açúcar e o álcool, presentes no bebida, podem fazer mal a pessoas portadoras da doença. Portanto, assim como outros alimentos, o vinho pode ser consumido com moderação. O ideal, porém, é ter o acompanhamento de um médico e de um nutricionista.

Há pesquisas recentes que afirmam que o vinho pode, inclusive, ser útil no tratamento de diabetes, auxiliando no controle da glicose no sangue após as refeições. Porém, são dados recentes e que carecem de testes mais aprofundados.

Vinho pode prevenir cáries?

Sim! Segundo comprovado recentemente, os polifenóis podem diminuir o índice de bactérias responsáveis pelas formação de placa e impedir que as cáries se desenvolvam nos dentes.

Vale lembrar que o consumo constante de vinho pode escurecer o esmalte dos dentes. Por isso, prefira degustá-lo acompanhado de algum alimento que possa ajudar na remoção da cor da bebida, como queijos de massa dura.

Vinho ajuda no emagrecimento?

Sim! Essa é uma excelente notícia tanto quem deseja emagrecer ou manter o peso. Um estudo mostrou que consumir vinho tinto de forma moderada ajuda na diminuição da gordura que se acumula no fígado.

Isso ocorre graças a substâncias, como o ácido elágico e o piceatannol, presentes nas uvas escuras, que são capaz de retardar o crescimento de células de gordura, destruindo-as no início do seu desenvolvimento.

vinho faz bem à saúde

Há substâncias no vinho que podem impedir a formação de células de gordura.

Qual vinho faz bem à saúde?

A maior concentração de polifenóis na bebida está diretamente ligada à coloração escura da casca. Portanto, para quem quer aproveitar os benefícios dos vinhos à saúde, o ideal é optar por variedades tintas, como Cabernet Sauvignon, Malbec e Merlot.

Opções como Pinot Noir e Grenache, que são uvas tintas, porém com a casca mais clara, não trazem tanto benefício quanto as demais. O mesmo vale para os rosés, que são um “meio-termo” entre brancos e tintos.

Já os vinhos brancos são os menos indicados. Além da pouca concentração de polifenóis, costumam ter maior índice de açúcar.

Beber uma taça de vinho por dia faz bem?

Sim! Essa máxima é repetida por muitas pessoas, mesmo sem embasamento teórico. A verdade é que uma taça de vinho por dia pode gerar inúmeros benefícios à saúde graças a substâncias presentes na bebida.

Para tomar a sua taça diária sem culpa, conheça o Divvino! Há mais de 20 anos no mercado de vinhos, disponibiliza rótulos nacionais e importados escolhidos cuidadosamente por wine hunters e sommerliers.

Além disso, o Divvino oferece o ClubeD, o clube de vinhos mais barato do Brasil. Todos os meses, você recebe na sua casa rótulos especiais a preços exclusivos. Clique no banner abaixo para conferir!

vinho faz bem à saúde