Quer saber como escolher um vinho apenas pelo rótulo?

Entendendo de vinho / 3 min

28 de agosto de 2018

É pelo rótulo da bebida que você, apreciador, conhece o tipo da uva, a graduação alcoólica, o volume, o país de origem e outros atributos importantes do vinho.

Para ter uma experiência mais agradável ao beber e não escolher um vinho desagradável ao paladar, é necessário saber como fazer a leitura de um rótulo.

Decifrando rótulos

Por mais difícil que pareça ser, um rótulo de vinho pode ser entendido sem muito esforço. As informações são claras e intuitivas, basta ter atenção e conhecer um pouquinho sobre particularidades da bebida.

Confira no exemplo abaixo:

como fazer a leitura de um rótulo

1 – Nome do Vinho

O primeiro item que nossos olhos encontram, normalmente, é o nome do vinho. Cabe enfatizar que nome é diferente de vinícola. O nome pode ser uma referência que facilita a busca ou, até mesmo, a definição de um
segmento da bodega.

– Chianti: região ou uva. A uva é quem define o vinho que você vai beber. Os vinhos europeus (Velho Mundo) têm peculiaridades quanto à uva no rótulo. Normalmente eles possuem a região de produção, afinal, neste caso, a região define qual uva será plantada, e boa parte desses vinhos é desenvolvido com mais de um tipo de uva (esses são conhecidos como blends ou assemblagem).

– Denominação de origem e controlada e garantida: Nesta área do rótulo, você encontra a denominação de origem local. É a garantia de autenticidade de que aquelas uvas realmente vêm do local prometido. Além de passar maior credibilidade para o consumidor, é uma garantia de não ter surpresas na hora de abrir o vinho.

– Superiore: Guarda (se o vinho possui guarda, é sinal que foi envelhecido em barrica).

2 – Safra

A safra agrega informações pertinentes somadas à região. Afinal, através dela, sabemos quais as condições climáticas daquele período e o ano de produção das uvas. É fundamental também para os vinhos de guarda. Assim, sabemos quanto tempo temos que deixar o vinho em repouso na adega ou até quando consumir.

3 – Produtor

É muito importante saber identificar o produtor, pois é ele quem garante a qualidade e a procedência do vinho. Na hora de elaborar a bebida, ele é quem define o estilo que aquele vinho deve ter; o período em barrica; o tipo de maceração; a mistura das uvas; e muitos outros detalhes definidos com o sommelier da vinícola.

4 – Graduação Alcoólica

Existem regulamentações para o mínimo e o máximo de álcool contido no vinho. Por isso, a graduação também tem evidência no rótulo e no contra-rótulo.

5 – Volume

Com variados formatos e tamanhos, o item é responsável por quantificar o volume interno da garrafa. Sendo assim, sempre estará presente no rodapé ou na borda lateral.

Fazer a leitura de um rótulo não é um desafio tão grande, não é mesmo? Aproveite e conheça outras informações básicas sobre vinhos, como o tipo de uva, o processo de produção e até os rótulos mais recomendados para você. Clique aqui e baixe o Guia Completo de Vinhos Para Iniciantes!