skip to Main Content
Vinícola MontGras: Tradição, Inovação E Sustentabilidade

Vinícola MontGras: tradição, inovação e sustentabilidade

A Vinícola MontGras foi fundada há quase 30 anos e, desde então, tem aperfeiçoado muito seus métodos de vinificação, buscando novas uvas e terroirs e técnicas de cultivos sustentáveis.

Hoje, conta com plantações em três regiões do Chile, trabalhando com diversas uvas e linhas de vinhos, empregando métodos ecológicos de manejo e investindo na criação de rótulos biodinâmicos e veganos.

Para entender um pouco mais como são feitos esses vinhos, conversamos com exclusividade com Santiago Margozzini, enólogo da vinícola MontGras. Ele respondeu algumas perguntas e mandou um recado especial para nossos leitores, confira!

Olá! Antes de tudo, conte-nos sobre a história da MontGras: como surgiu e o que mudou até hoje?

MontGras é uma vinícola familiar que busca encantar a todos que querem desfrutar e compartilhar de um grande momento com vinhos de excelência, realizados com um alto padrão de ética e sustentabilidade.

A história da família remonta ao ano 1910, quando José María Gras veio de Barcelona para o Chile, para produzir vinhos em um pequeno vinhedo que adquiriu em Colchagua. José Gras obteve os conhecimentos necessários por meio de seu pai, e posteriormente transmitiu paixão e visão a seus filhos Eduardo e Hernán Gras.

Por esses acontecimentos da vida, ambos os irmãos escolheram caminhos diferentes: Eduardo fundou uma pequena empresa de construção de casas que, com o passar dos anos, se tornaria uma das maiores do Chile; já Hernán (agrônomo e enólogo) partiu para trabalhar em vinícolas no Canadá.

Depois de quase duas décadas – e porque, provavelmente, o sangue cobra –, decidiram voltar às raízes da família e fundaram formalmente, em 1993, a Vinícola MontGras.

Em 2017, Rodrigo Gras, da quarta geração da família, é quem assume a presidência da vinícola e continua com o legado familiar vitivinícola até os dias de hoje.

montgras vinicola

A Vinícola MontGras foi fundada em 1993 pelos irmãos Eduardo e Hernán Gras. Foto: Divulgação/MontGras

Hoje a bodega trabalha com diferentes linhas. Pode falar um pouco sobre elas?

De fato, temos várias linhas com vinhos muito interessantes. Para exemplificar, podemos mencionar uma das mais inovadoras: o MontGras Quatro. Foi o primeiro assemblage de quatro variedades no Chile e hoje é um dos nossos vinhos mais exitosos na MontGras. A cada ano, a mistura de seus componentes é diferente, assim como seu rótulo, que é criado por vários jovens artistas ao redor do mundo.

Também há uma linha especializada em vinhos de clima frio do Vale de Leyda chamada Amaral, com um portfólio que está se ampliando para mais variedades. Já no Vale do Maipo, nossos vinhos Intriga estão focados na reinvenção de uma cepa clássica no Chile: a Cabernet Sauvignon em sua máxima expressão.

Conte-nos um pouco sobre como acontece a criação de uma nova linha, desde a concepção até a formulação do vinho e a identidade visual.

Acreditamos que se um vinho fascina a nós, que estamos na empresa (sejam donos ou colaboradores), deve ser desfrutado por nossos clientes finais. Para isso, usamos todas as ferramentas que temos à nossa disposição, tais como a melhor combinação de variedades, o solo, o clima (terroir) e uma tecnologia de ponta que nos permita expressar da melhor maneira o que a natureza nos entrega.

Esta avidez por buscar vinhos que gostamos cada vez mais vai nos levando a experimentar variedades e lugares diferentes, e por isso temos estabelecido vinhedos em locais distintos, onde é possível sentir que as diferentes variáveis vão originar vinhos especiais e encantadores.

Promovemos o melhoramento permanente, estando sempre atentos ao ambiente, trabalhando para superar as expectativas por meio do resgate da experiência e das técnicas tradicionais, assim como de inovações e novas ideias, sempre buscando melhorar nossos processos e expressar da melhor maneira o potencial de qualidade de cada um dos nossos vinhos e suas diferentes origens.

A linha Antu é reconhecida e premiada mundialmente. Quais os principais motivos para esse sucesso?

Acreditamos firmemente que entender o terroir para cada uma das diferentes cepas tem sido a chave para essa classificação de vinhos. Em outras palavras, o sentido de origem é a essência da nossa linha MontGras Antu.

A colheita diferenciada para cada um desses vinhos, realizada de forma manual e o momento ótimo de vindima para cada variedade nos permite obter uma grande qualidade de fruta para alcançar uma máxima expressão de cada uma dessas cepas.

O respeito pela natureza e a busca constante pelo melhor terroir nos têm permitido ser reconhecidos constantemente em diversos meios nacionais e internacionais, com notas acima de 90 pontos ano a ano, incluindo um dos nossos maiores reconhecimentos: o Top 100 no Wine Spectator com o MontGras Antu Syrah D.O. Colchagua.

montgras antu

MontGras Antu: o sentido de origem é o segredo dessa linha premiada. Foto: Divulgação/MontGras.

Há cerca de 10 anos, MontGras vem se dedicando a práticas sustentáveis no manejo e na produção. Como surgiu essa ideia e quais diferenças você vem observando?

Algo que parece vir no sangue da família Gras é a vida ao ar livre, e ser ambientalmente e socialmente amigáveis. Para não se distanciar desse fator, a família tem uma fundação chamada Corporación Educacional Emprender, com uma rede de colégios com mais de 6 mil alunos. Esses valores são transmitidos a todos nós que cooperamos com eles na Vinícola MontGras.

Tendo em vista esses fatores, e também graças a uma iniciativa de Vinos de Chile, da qual decidimos participar, fomos uma das primeiras vinícolas do Chile certificadas como sustentáveis.

Atualmente, contamos com a certificação mais exclusiva a nível mundial de qualidade de alimentos (denominada BRC), assim como também estamos anexados a uma qualificação nível A do Colégio de Conduta Empresarial BSCI (Business Social Compliance Initiative) desde 2014, o que forma parte de nossas políticas de qualidade da relação de nossa organização com a nossa cadeia de suprimentos.

Isso tem sido favorável em todos os aspectos, já que não aceitamos uma operação vitivinícola de excelência sem o respeito necessário e o compromisso com o meio ambiente. Trabalhamos em produtos e processos sustentáveis e nos preocupamos com o desenvolvimento das comunidades e dos nossos colaboradores.

A MontGras atua em três regiões do Chile: Colchagua, Maipo e Leyda. Pode falar um pouco sobre as principais características de cada terroir?

Efetivamente, a Vinícola MontGras tem vinhedos nesses três vales (aproximadamente 2 mil hectares), começando pelo Vale de Colchagua que, a princípio, abrigava todas as cepas.

O tempo e a aprendizagem nos levaram a estudar os resultados, assim como os diferentes tipos de solos e climas que eram influentes sobre cada cepa e determinantes na qualidade final.

Essa foi uma questão que nos impulsionou a explorar novos lugares e a sair do Vale de Colchagua, buscando um maior frescor e mineralidade para nossos brancos (nessa época, Chardonnay e Sauvignon Blanc), e que encontramos, finalmente, no Valle de Leyda, um dos mais frescos do Chile.

Um local em particular, chamado Amaral, é o único do mundo rodeado por dois corpos de água: o Oceano Pacífico (a cerca de 12 quilômetros de distância) e o Rio Maipo, que fica ao lado das colinas ondulantes onde se encontram nossos vinhedos. O clima frio permite que a uva mature lentamente, capturando a acidez e logrando uma maior expressão aromática.

Outra particularidade desse lugar são os três tipos de solos distintos: calcários (provenientes das terras marinhas remanescentes do Oceano Pacífico), aluviais (do Rio Maipo) e graníticos (da Cordilheira da Costa e Cordilheira dos Andes), o que nos entrega uma grande paleta de possibilidades para criar vinhos de grande elegância e caráter.

montgras solo

O solo de amaral é um verdadeiro tesouro enológico. Foto: Divulgação/MontGras.

Em busca de uma maior estrutura e concentração para nosso emblemático Cabernet Sauvignon, adquirimos, no ano de 2005, o campo de Intriga no setor dos Linderos, inserido no reconhecido Vale do Maipo. Esse campo conta com vinhedos que existem desde 1865, o que nos permite resgatar e contar com esse patrimônio de parreiras de mais de 60 anos.

Atualmente, contamos com 140 hectares plantados a 450 metros acima do nível do mar com um clima mediterrâneo que é ideal para o desenvolvimento da Cabernet Sauvignon. Essa zona de Alto Maipo tem o mesmo sistema geológico que a margem do rio do setor esquerdo de Bordeaux, na França. Nossos vinhedos estão sobre solos profundos aluviais que entregam uma ótima drenagem, mesmo com pouca fertilidade.

O que podemos esperar da MontGras nos próximos anos? Pode nos adiantar algo?

Muitas coisas boas devem vir da MontGras, já que estamos em busca de novas uvas e estilos, ampliando nosso portfólio a novas gamas de vinhos e cepas inovadoras. Dito isso, podemos antecipar que nossos produtos serão 100% veganos em 2020, além de oferecer novas origens, variedades e, inclusive, alguns vinhos orgânicos.

Sobre o Divvino

O Divvino é um e-commerce brasileiro especializado em bebidas. O catálogo conta com mais de mil rótulos escolhidos por um time de profissionais apaixonados pela história e pelo sabor do vinho.

Além da loja virtual, o Divvino oferece o ClubeD, um clube de assinatura de vinhos com bebidas premiadas das principais regiões do mundo a preços exclusivos.

Para conferir os diferentes rótulos da MontGras e muitos outros vinhos, clique no banner abaixo!

vinhos montgras

Back To Top