Entendendo de vinho

Guia de uvas: Cabernet Sauvignon, a rainha das uvas tintas

Entendendo de vinho / 3 min

8 de agosto de 2019

Se você gosta de vinhos, é muito improvável que nunca tenha tomado uma taça de Cabernet Sauvignon. É uma bebida intensa, com personalidade e muito versátil para harmonizações.

Conhecida como a rainha das uvas tintas, é a variedade mais cultivada no mundo dentre as destinadas para a produção de vinho. E embora seja muito conhecida pelos brasileiros em vinhos argentinos ou chilenos, sua origem é francesa.

Continue a leitura e descubra mais sobre todas as características da Cabernet Sauvignon!

Origem

No ano de 1997, dois pesquisadores da Universidade de Davis, Califórnia, chamados Carole Meredith e John Bowers, descobriram que a Cabernet Sauvignon se tratava de um cruzamento das uvas Cabernet Franc e Sauvignon Blanc.

Apesar da descoberta ser recente, estima-se que sua vinificação ocorre desde o século 17, porém com outros nomes, como Petit Cabernet, Petit Vidure e Vidure. Os primeiros registros com o nome Cabernet Sauvignon datam de cerca de 1850, quando começou a ser misturada a outras uvas no famoso blend de Bordeaux, na França.

cabernet Sauvignon uva

Durante o final do século 19, a Europa foi atacada pela filoxera, praga causada por um tipo de pulgão amarelo que ataca as raízes das videiras. Isso obrigou muitos produtores a deixar o Velho Mundo e se aventurar em nas Américas e na Oceania.

Por sua fácil adaptabilidade a outros terroirs, a uva Cabernet Sauvignon acabou se destacando e ampliando sua influência pelo mundo. Entre os principais produtores mundiais da atualidade estão França, Chile, Estados Unidos, Austrália, Espanha, China, Argentina, Itália, África do Sul e Brasil.

cabernet Sauvignon uva

Características da uva

Os frutos da Cabernet Sauvignon são pequenos, de cor roxo-azulado intensa. O vinho, quando jovem, tem uma coloração rubi com bordas violáceas e, conforme envelhece, vai ganhando tons acastanhados.

No paladar, traz um corpo intenso, taninos firmes e acidez agradável. Por essa razão, costuma ser um bom vinho tanto para iniciantes, que querem se acostumar com as características da bebida, quanto para enófilos, que buscam rótulos com intensidade.

No nariz, é possível perceber notas de cereja, cassis e especiarias. O aroma de pimentão, muitas vezes também aparece, graças a um composto aromático encontrado em grande quantidade na sua casca, que são as chamadas pirazinas.

Quando envelhecido em barrica, seus taninos são amaciados e também podem desenvolver aromas de baunilha, ameixa, chocolate e tabaco.


Harmonização

Como acompanhamento, os vinhos da uva Cabernet Sauvignon são muito versáteis e conseguem harmonizar com diversos tipos de pratos com uma intensidade gustativa similar.

Uma das combinações mais comuns é com carnes vermelhas grelhadas, especialmente cortes bovinos, como contrafilé e filé mignon, ou até carnes suínas, de cordeiro ou de caça.

Também podem harmonizar com atum grelhado, vegetais, como brócolis e tomate, e até mesmo de chocolate amargo.

Carnes: contrafilé e filé mignon, carnes suínas, cordeiro ou de caça;
Massas e molhos: lasanha e massas ao molho vermelho;
Risotos: cogumelos;
Queijos: cheddar e parmesão.

cabernet Sauvignon uva

Vinhos Cabernet Sauvignon

Não é à toa que a uva Cabernet Sauvignon é tão importante entre os vinhos. Além de ser cultivada e vinificada em muitos lugares do mundo, tem características que agradam diversos paladares.

No Divvino, você encontra muitas opções de Cabernet Sauvignon dos mais diversos terroirs. Para conferir, clique no banner abaixo!

cabernet Sauvignon uva

Posts relacionados

Fala pra gente o que achou

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *