skip to Main Content
Conheça Vinhos Encorpados Para Além Dos Tintos

Conheça vinhos encorpados para além dos tintos

Se você é um bom conhecedor de vinhos ou está começando a se aprofundar nesse universo, com certeza já ouviu ou leu algo sobre os vinhos encorpados. Quando saboreados, os rótulos que recebem essa classificação são capazes de preencher a boca com muita solidez.

Quer entender melhor sobre essa e outras características que eles apresentam? Para isso, continue a leitura e confira dicas de vinhos brancos encorpados — uma opção para além dos tintos!

O que são vinhos encorpados?

Um rótulo encorpado nada mais é do que uma bebida cujas junções de alguns fatores, como teor alcoólico, tanino e adstringência, resultam em um vinho mais “pesado” ao paladar, por assim dizer.

Para ficar ainda mais didático, imagine-se tomando um copo d’água e, na sequência, um suco de manga. Enquanto a água é límpida e pode ser consumida com facilidade aos goles, o suco provoca essa sensação de preenchimento na boca, pois é mais denso.

O mesmo vale para quando experimentamos uma pilsen, um tipo de cerveja mais leve, e uma weiss, que, por conta da forte presença do trigo, tende a ser mais sólida. Assim é com um vinho encorpado!

Diferença entre vinho leve e vinho encorpado

A facilidade de beber é uma das principais diferenças entre vinhos leves e vinhos intensos, encorpados. Um exemplar de corpo leve pode agradar paladares diferentes, especialmente iniciantes na degustação da bebida. Sendo assim, pode-se ir da primeira para a segunda taça em um piscar de olhos. Diferentemente dos rótulos encorpados, que geram um “peso” na boca.

Por ser potente, ele tem uma concentração de compostos e sabores que permanecem por mais tempo na boca. O teor alcoólico também é maior, a coloração é intensa, por conta da intensidade de açúcar na uva. E a presença de taninos é acentuada.

As uvas utilizadas em vinhos leves, por outro lado, costumam apresentar pouco açúcar residual, o que resulta em um baixo índice alcoólico, mais acidez e poucos ou nenhum tanino.

Tanino, adstringência e álcool

O tanino, a adstringência e o álcool são alguns dos principais pontos na hora de elaborar vinhos encorpados.

A respeito do tanino, ele é um composto químico que pode ser identificado nas cascas das uvas tintas, assim como nas sementes e nos engaços (o “esqueleto” da fruta). Esse polifenol é o responsável pela adstringência de cada rótulo. Portanto, define a sensação gustativa resultante do contato da bebida com as proteínas presentes na boca humana.

O álcool também é responsável por acrescentar peso ao rótulo, se considerarmos o açúcar residual. Sendo assim, se houver mais açúcar, consequentemente haverá mais álcool e o rótulo será mais encorpado.

Castas utilizadas em vinhos encorpados

Normalmente, por conta da antocianina — pigmento vegetal encontrado em diversas flores, frutos, algumas folhas, caules e raízes de plantas —, são as uvas tintas que resultam em vinhos mais encorpados. É esse componente que gera as cores azul, violeta e vermelha às frutas, como é o caso da tannat, malbec e cabernet sauvignon.

Vale salientar que os taninos e os terroirs também podem ter função essencial nesse papel.

Contudo, uma dúvida muito comum sobre os vinhos encorpados é se eles precisam, necessariamente, ser tintos. A resposta é não! É possível encontrar um vinho branco encorpado, desde que, durante o processo, um nível de açúcar residual considerável seja identificado e a fermentação ocorra em barris de carvalho.

Barris de carvalho em uma vinícola.

Os vinhos encorpados passam por fermentação em barris de carvalho.

Dicas de vinhos encorpados brancos

Se você ficou curioso para apreciar vinhos brancos encorpados, a seguir listamos três rótulos ideais para quem busca por uma bebida complexa e agradável ao paladar, assim como dicas de harmonização para cada um deles.

Vinho Branco Lawson’s Dry Hills Riesling

Na região de Marlborough, na Nova Zelândia, a vinícola Lawson’s Dry Hills vem fazendo história há mais de três décadas, sendo responsável pelo cultivo da uva até o engarrafamento de vinhos sustentáveis, como é o caso do Vinho Branco Lawson’s Dry Hills Riesling.

O rótulo apresenta coloração amarelo-pálido com reflexos dourados, e aromas de frutas cítricas, como lima, além de lichia. Enquanto que no paladar nota-se uma acidez vibrante, natural da casta alemã riesling.

Com teor alcoólico de 12,50%, ele pode ser classificado como seco e o tempo de guarda é de quatro anos.

Harmonização

Na hora de experimentá-lo, harmonize com bacalhau às natas, frango tandoori, anéis de lula empanados ou frango empanado com fonduta de queijos, pois a acidez presente no vinho ajuda a equilibrar o paladar desses alimentos que apresentam maior gordura.

Vinho Castiglion Del Bosco Chardonnay Branco

Os rótulos italianos estão presentes em diversos grupos, inclusive nos encorpados. O Vinho Castiglion Del Bosco Chardonnay Branco, da vinícola Castiglion del Bosco, diretamente da região da Toscana, na Itália, é a prova disso.

Com teor alcoólico de 13%, ele estagia em barris de carvalho francês por cinco meses, ao passo que o tempo de guarda é de cinco anos. Essa característica ajuda na intensidade do líquido, tornando ele um vinho mais encorpado que os que vemos nessa região.

Composto apenas da uva chardonnay, esse rótulo seco tem coloração amarelo-pálido com reflexos dourados ao ser servido na taça; libera aromas de frutas como pêssego e damasco seco, além de notas de especiarias como baunilha; já na boca, é possível sentir uma acidez refrescante e equilibrada.

Harmonização

Ao apreciar esse rótulo branco saboroso, delicado e encorpado, harmonize-o com risoto de queijo brie, rondelli de parma com queijo ou nhoque ao molho bechamel, pois o vinho possui uma acidez super refrescante, além de um bom corpo, balanceando o paladar.

Vinho Rhebokskloof Vineyard Selection Chardonnay

Por fim, outro vinho encorpado que merece sua atenção, especialmente se você busca por um rótulo de teor alcoólico maior, é o Rhebokskloof Vineyard Selection Chardonnay, da vinícola sul-africana Rhebokskloof. Produzido com frutas da região de Paarl e outras regiões costeiras selecionadas, este rótulo conta com 13,90% de teor alcoólico.

Com passagem por barris de carvalho durante 12 meses, ele é feito a partir da uva chardonnay, sendo uma bebida de coloração amarelo-pálido, que apresenta aromas de frutas como pêssego e damasco, e traz uma acidez equilibrada ao paladar.

É justamente o controle sensível da maturação em carvalho que ocasiona um bom equilíbrio entre o sabor e acidez, promovendo um bom potencial de guarda. 

Harmonização

Para esse rótulo sul-africano, nossa sugestão é harmonizá-lo com vegetais grelhados, risoto de frango, lasanha de frango ou creme de queijos, já que apresenta uma acidez acentuada, dando equilíbrio ao seu corpo e harmonizando perfeitamente com pratos mais untuosos.

Banner Clube D

Deu para perceber que quando o assunto é vinho encorpado, nem só de tinto a lista é feita, não é mesmo? Os exemplares de uvas brancas são um claro exemplo disso.

Esse é um grupo que cai muito bem durante as épocas frias, pois ocasiona uma sensação de calor ao ser ingerido, aquecendo o corpo e provocando uma experiência única aos sentidos. Isso porque vinhos mais encorpados não precisam ser bebidos resfriados e são melhores apreciados em temperatura ambiente.

No entanto, antes de escolher um vinho encorpado específico, não se esqueça de considerar as características de cada um dos rótulos para acertar na decisão e optar por um que realmente te desperte a curiosidade.

E se você chegou até aqui, aproveite para acessar o Divvino e conferir uma série de outros rótulos, oriundos dos quatro cantos do mundo e perfeitos para aquelas ocasiões que pedem uma boa taça de vinho!

Banner rótulos nacionais e importados

Flávia

Sommelier internacional pela FISAR/UCS, pós-graduada em Marketing e Negócios do Vinho pela ESPM. Há 10 anos atuando no mercado e através de diversos canais de mídia especializados no mundo do vinho. Propago conhecimento para enófilos e amantes da bebida. Falar sobre vinhos é um prazer!

Back To Top Pular para o conteúdo